inspiraçãomodalookscabeloKiplingdicaSériemakelookPensamento soltocabelossorteioblogdecoraçãoPublicidademaquiagemdebatomlookbookLook do diayoutubeinstagramFilmeacessóriosPassarelaRecifeResenhatendênciawishlistcortesaiaverãocoleçãosapatilhapromoçãoDIYNetflixDramaFilmesRuivoresultadovestidodicasCorrespondente KiplingcamisaparceriaestampaFeminismoRuivo AcobreadoCarnavalCinemaComédiaAvonSão PauloComprasshopping recifeFRIENDSLiaConcursolançamentobatomAmorpeleAniversárioLivromudançaLooks de verãofranjacamila eduardaLivrosPapelariaPinterestIgoraHora de AventuraReceitaHidrataçãoCanalABCViagemBlogueirasHaircutshortdia da preguiçabolsaMACesmaltescalçadosSaudadecuidadostrançaC&AColarpenteadofashionshampooIsabelle Drummondpapel de paredeFan PageriachuelofaculdadeDrica Martinszooey deschanelmacacãounhasestilorasteirinhashort jeansoutono/invernoatrizColeção NovaslipperPubliFotografiasapatilhasrenneracessóriochapinhaCrônicatractainvernoloiraUrban DecayMaybellinePraiamarisatendênciasmúsicapulseirismopenteadosestampasElas por ElasGingerClassy BeautySuculentasRuivaHistóriaJoy PaperTAGImaginariumIgora 8.77FantasiapresenteAgendaColor TrendVídeoAmigo SecretoCorrespondente Secreta KiplingbolsasAmigasLeituraRomanceMochilaCelularEmbellezeNovidadesQuartoMuralEscolaOnduladoFamíliaForoniVidaCurtoPercy JacksonLojaAlimentaçãoMudançasNicholas SparksIgora 7.77HairMTVRoupasIgora RoyalYes CosmeticsLia CamargoBazarPrimerVida SaudávelPele OleosaFlambêMocassimBorisDebatom TVEsmalteReceitasthe cwCulináriaArrowTrendAmigosCondicionadorListrasDia da mulherMolduraTempoHera StoreZocprintO BoticárioCadernoscorrespondenteOrganização
Look do Dia
Sainha + Cropped!
Ler mais
Destaque
Ruivo Acobreado: 6.78!
Vídeo novo no canal! Segue a gente no insta: @dricarmartins
Ler mais
Debatom TV
Ruivo acobreado: Tinta nova!
Alguém falou: TINTA RUIVA NOVA! E a gente ja enlouqueceu querendo testar tudo!
Assistir

Tag: Amor (5)

Queria que fosse você ...

Postado por Drica Martins     14 / Setembro / 2013     Pensamento Solto     Comentários (
0
)
Queria que fosse você, na verdade eu sempre quero.
Queria que fosse você naquele cinema frio, o filme era um saco, mas com você do meu lado tudo é sempre tão perfeito sabe?
Queria que fosse você naquele café, confesso que eu fingia ler um livro enquanto meus pensamentos iam pra bem longe, possivelmente tentando imaginar onde você poderia estar.
Queria que fosse você a pessoa quem me mandou a mensagem que chegou e fez meu coração disparar, infelizmente era uma amiga qualquer perguntando algo banal, nem tive vontade de responder.
Concordo quando a música diz: “como pode ser gostar de alguém, e esse tal alguém não ser seu”? O universo poderia ser menos difícil, ou os amores poderiam ser mais fáceis... Nem sei bem.  Uma pessoa vem e te encanta, te faz sentir completa, passa a ser item de sobrevivência nos seus dias enquanto pra ela você continua sendo apenas uma distração pra um dia de semana chato.
É meio inevitável passar por essas situações durante a vida, mas caramba poderíamos passar pelo menos uma vez só né?
Chega uma hora que o coração cansa de gostar e não ser “gostado”.  Cansa de se dedicar, de estar sempre ao dispor, de gritar que a gente ta aqui pronta pra fazer aquela pessoa a mais feliz do mundo pra sempre, ou por um mês, ou naquele dia.  Não podemos definir prazos pro amor, só dá pra aproveitar mesmo cada momento como se ele fosse ser o ultimo, pode estar sendo, ou o amor pode também nunca ser. 

Veja também

Compartilhar

Apaga, a pagar

Postado por Drica Martins     28 / Junho / 2013     Pensamento Solto     Comentários (
0
)
“O tempo apaga”. E se apaga a gente tenta sem medo ou a gente tenta o mínimo, pois se não der certo não gastamos muito tempo? O que fica no mundo do que restou de um amor? Calendários marcam os dias, não o quanto faz falta, relógios as horas, não o quanto sufoca, passam dias e horas, não o que eu sinto aqui. Amigos me abraçam e me ouvem, mas não têm a sua voz, viagens me levam e me movem, só não há um destino chamado “Nós”, na mala o espaço para o abraço que eu queria sentir. Mapas indicam caminhos, não onde você está, placas a distância, não como reaproximar, caminhando em lembranças ainda posso te alcançar. Sorrisos revelam como é quando o sonho com a esperança condiz, com os olhos eu torço para ver a verdade, mas você ainda é a saudade de nenhum esforço para ser feliz. Cadernos trazem páginas vagas do que posso escrever, o tempo a chance de recomeçar, se eu escrever a nossa história ao contrário vamos de distantes no mundo a quem encontrou alguém para amar. Filmes mostram o quanto o amor pode ser lindo, não o que você vive, livros pedem que você vire a página para que a história siga, mas às vezes nem virar a página na vida faz com que a história termine. Pássaros voam tão livres para continuar, o céu que para uns é sonho para outros é estrada, é chão, ainda sem asas, você não imagina o quanto eu iria longe para o tempo voltar. Pensar traz novas idéias, mas não desfaz lembranças, recordar afaga a saudade só não mata a vontade, acordo pensando que cada novo dia poderia ser a reprise do dia mais feliz que vivi junto a ti. Espelhos me mostram sem refletir quem eu quero, fotos recordam o quanto foi sincero, nem segurando a sua foto em frente ao espelho eu te teria por perto. Do perto que eu queria. Que caiam as paredes de saudade, destruam tetos de orgulho, sumam quartos de tanta indiferença, enquanto se erguem portas de um amor de verdade e se mostram janelas para um futuro onde a felicidade pede licença. Dói quando o que está mais perto é a certeza de se estar cada vez mais longe de você. O quão perto de alguém pode ser o estar distante deste alguém que amamos? “O tempo apaga”, alguém me contou, talvez tentou apagar e não nos encontrou. Tem amor que o tempo apaga, tem amor que o tempo deixa a pagar, com o preço de saudade, com o troco de esperança, com a entrega em uma vida onde possa funcionar. 

                                                         Ruleandson do Carmo {eusoqueriaumcafe.com/

Veja também

Compartilhar

Por que você ama quem você ama?

Postado por Drica Martins     07 / Fevereiro / 2013     Pensamento Solto     Comentários (
0
)
Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário os honestos, simpáticos e não-fumantes teriam uma fila de pretendentes batendo à porta.

O amor não é chegado a fazer contas, não obedece a razão. O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo.

Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano. Isso são só referenciais. Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca. Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera.

Então que ela tem um jeito de sorrir que o deixa imobilizado, o beijo dela é mais viciante do que LSD, você adora brigar com ela e ela adora implicar com você. Isso tem nome.

Você ama aquele cafajeste. Ele diz que vai e não liga, ele veste o primeiro trapo que encontra no armário. Ele não tem a maior vocação para príncipe encantado, e ainda assim você não consegue despachá-lo. Quando a mão dele toca na sua nuca, você derrete feito manteiga. Ele toca gaita de boca, adora animais e escreve poemas. Por que você ama este cara? Não pergunte para mim.

Você é inteligente. Lê livros, revistas, jornais. Gosta dos filmes dos irmãos Coen e do Robert Altman, mas sabe que uma boa comédia romântica também tem o seu valor. É bonita. Seu cabelo nasceu para ser sacudido num comercial de xampu e seu corpo tem todas as curvas no lugar (ou quase). Independente, emprego fixo, bom saldo no banco. Gosta de viajar, de música, tem loucura por computador e seu fettucine ao pesto é imbatível. Você tem bom humor, não pega no pé de ninguém. Com um currículo desse, criatura, por que diabo está sem um amor?

Ah, o amor, essa raposa. Quem dera o amor não fosse um sentimento, mas uma equação matemática: eu linda + você inteligente = dois apaixonados. Não funciona assim. Amar não requer conhecimento prévio nem consulta ao SPC. Ama-se justamente pelo que o Amor tem de indefinível. Honestos existem aos milhares, generosos tem às pencas, bons motoristas e bons pais de família, tá assim, ó!

Mas ninguém consegue ser do jeito do amor da sua vida!

Martha Medeiros 

Veja também

Compartilhar
Postagens mais antigas