inspiraçãomodalookscabeloKiplingSériedicalookcabelosPensamento soltosorteiomakeblogdecoraçãoPublicidademaquiagemlookbookLook do diadebatominstagramFilmeyoutubeacessóriosPassarelaRecifetendênciawishlistcortesaiaverãocoleçãopromoçãoDIYsapatilhaResenhaNetflixdicasresultadovestidoFilmesRuivoDramaCarnavalComédiaCinemaFeminismoparceriacamisaestampaCorrespondente KiplingLiaConcursolançamentoLivroAmorcamila eduardaPapelariaLivrosAniversáriofranjaLooks de verãomudançabatomAvonSão PauloFRIENDSRuivo AcobreadoComprasshopping recifePinterestIgoraHora de AventuraHidrataçãoshortdia da preguiçabolsapeleMACesmaltescalçadosSaudadecuidadostrançaC&ApenteadofashionColarshampooABCCanalBlogueirasHaircutViagemHistóriaAmigo SecretoImaginariumAmigasAgendaVídeoJoy PaperpresenteTAGCorrespondente Secreta KiplingbolsasRomanceLeituraFantasiaColor TrendElas por ElasReceitaClassy BeautySuculentasRuivaGingershort jeansriachuelofaculdadeDrica MartinsIsabelle Drummondmacacãooutono/invernorasteirinhachapinhaFan Pagezooey deschanelunhasslipperPubliFotografiasapatilhasrennerColeção NovaacessórioatrizestilopulseirismotendênciastractainvernomarisaloiraUrban DecaymúsicaPraiaMaybellineestampaspenteadosCrônicabatalhabatom vinhoestampa tropicalfamosasLiláscoloraçãoSecadornecessairesophie charlottePrimaverapulseirasLualPulseirasabrina satocolaboradoraHelô GomesMartha MedeirosRasteirasdia dos namoradoscoloridofloresSPFWcalçabasecidamiley cyrusmetalizadoTrançasa parisiensevinhoelleshortstransparênciapapel de paredecouromixBruna Vieirashort estampadojeansJohn GreenAno NovoSummerMarilyn MonroeAmareloneonVideodivafranjascortescoqueEmagrecerInglês
  • Sorteio no insta: Kit volta às aulas!
  • Entediada? Vem conhecer o Poki!
Look do Dia
Short Deestroyed
Sei que muitas meninas amam fotografia e vão cair de amorzinho por essa blusinha ...
Ler mais
Destaque
Sorteio: Kit par volta às aula
Vem participar do nosso sorteiozinho no @debatomblog! Encerra dia 23/02 :D
Ler mais
Debatom TV
TAG: Meu Cabelo
Mais uma TAG pra vocês! Dessa vez vou falar sobre meu cabelo. Sabia que ele já foi bem ...
Assistir

Tag: Feminismo (6)

O mundo é mais!

Postado por Drica Martins     18 / Abril / 2017     Elas por Elas     Comentários (
0
)

Menina, se olha no espelho, repara no que você mesma não diz, o mundo é mais que isso.

É mais do que as cobranças que te fazem todos os dias.
Seja bonita, se comporte, anda direito, blusa composta, saia nos pés, cabelo longo, pra que batom? Boa moça!

É mais do que você pensa sozinha no quarto enquanto procura vontade de levantar e fazer algo.
Porque só eu não consigo? Porque pros outros sempre da certo? Porque pra mim parece que o caminho é sempre mais difícil?

É mais do que aquele plano que falhou, embora você tenha se esforçado e dado todo o seu melhor.
A culpa foi minha? Onde eu errei? Juro que fiz tudo da forma mais perfeita.

É mais do que as pessoas que te julgam podem gritar nos teus ouvidos a cada minuto.
Preguiçosa! Levanta e faz, ta faltando o que?

É mais do que esse sentimento de que toda mulher ao teu redor é um pouco melhor de alguma forma.
Aquele cabelo ... talvez se eu tivesse aquele corpo? Não sei.

Agora olha ao redor e me diz se todo santo dia a gente não cruza com várias pessoas que transmitem todos os tipos de energia, pensamentos e esforços pra colocar a gente um pouco pra baixo? É aquele velho ditado, que infelizmente ainda é certo, pra criticar sempre tem alguém. Mas e pra elogiar?

Repara, menina, o mundo é mais do que o plano que não deu certo, o amor que se foi, a prova em que você não passou, as tarefas que ficaram pra amanhã. 

Não se cobre tanto, nem tudo é tão perfeito assim pras outras pessoas como parece ser, nem todo mundo ta tão feliz assim quanto tenta transparecer, nem todo detalhe é tão importante assim quanto o mundo fez a gente pensar, aliás, o mundo é cruel, faz a gente se odiar. 

No teu tempo, do teu jeito, com a tua essência, mesmo com esse anseio, tudo vai se ajeitar. Apenas se ponha em primeiro lugar.

Sabe o que eles não querem que a gente aprenda a fazer? A se amar! 

Veja também

Compartilhar

A cegueira temporária do relacionamento abusivo

Postado por Drica Martins     25 / Setembro / 2016     Elas por Elas     Comentários (
0
)

Quem vê foto, não vê dia a dia, não sei de onde ouvi isso primeiro, mas é real.

Esses dias refleti bastante sobre a ilusão que as redes sociais geram a respeito do relacionamento alheio, e do quanto os abusos que acontecem ficam por baixo dos panos sem que jamais possamos imaginar o que a pessoa ali do lado ta passando.

Numa conversa despretensiosa com uma amiga dia desses {sei que você vai saber que foi você quando ler, miga} a gente terminou trocando vários e vários áudios e falando sobre a experiência de ter vivido em um relacionamento abusivo, e eu fiquei tão surpresa, mas tão surpresa sobre as coisas que ouvi, que lembrei, que li, que minha cabeça ficou tomada por uma enxurrada de pensamentos sobre o tema, eu queria escrever sobre isso, mas nem consegui antes porque tava tudo bagunçado aqui dentro.

Ainda conversando com ela, cheguei à conclusão {bastante óbvia, admito} de que viver em um relacionamento abusivo é o mesmo que viver uma espécie de cegueira temporária. Não dizem que o amor é cego? Pois é, só não contaram que não é porque você deixa de lado imperfeições, e sim porque você fica tão imersa nos seus sentimentos e naquela situação que não consegue enxergar a realidade dos fatos, se prende mais a uma ilusão que você criou do que ao que o outro é verdadeiramente.

De repente você não tem mais amigos, não tem mais os sonhos de antes, não se ama mais da mesma forma, até acha que merecia ser mais amada ou que merecia pelo menos mais atenção, mas provavelmente isso é só uma ilusão criada por filme e ninguém é assim na vida real, né? Não! Comece a refletir sobre o que você tem vivido.

Como eu deixei as coisas chegarem a esse ponto? Como eu vivi nessa por tanto tempo? Você pensa quando acorda do pesadelo ... Carência, baixa autoestima, rotina, apego, seila. Talvez um pouco de tudo. E em que momento a gente acorda e sai disso? Não sei, e não é fácil, cada uma vai ter seu despertar pra realidade alguma hora {ou não, acontece}, mas no meio disso tudo sempre vai ter uma vozinha que grita dentro de você *alguma coisa ta errada, alguma coisa ta errada*. 
Ele te proíbe de sair com as suas amigas, fica sem falar com você por isso, ou te persegue pra confirmar onde você foi. Ele faz com que você comece a pensar que é uma pessoa difícil de ser amada. Você muda situações que poderiam facilitar seu dia a dia só porque ele acha inadequado você estar na presença de outro homem constantemente. Ele sempre faz você ser a culpada das brigas, nunca se desculpa por nada, mas “por amor” sempre te perdoa. Ele te manipula sempre que você quer fazer algo, com chantagens e brigas, até te moldar da maneira que ele acha certa, pra ELE. Você começa a se policiar sobre as roupas que usa, e mesmo adorando aquele vestido que viu, jamais compraria, pra evitar briga, né?

Isso tudo que você acabou de ler É abuso, e eu não tirei da internet, eu vivi ou ouvi de alguma amiga. Você pode não enxergar agora, ou não dessa forma, mas se você precisa começar a mudar completamente quem você é pra estar com outra pessoa, na verdade você precisa mudar a pessoa com quem você esta.

Uma verdade dura sobre esse tipo de relação: Ou você acaba com ela e continua sendo quem você é, ou ela vai acabar com você e aos poucos te deixar cada vez mais infeliz, problemática, e afundada nesse mar QUASE que sem fim.

Se você notar que uma amiga ta vivendo algo assim, eu te peço, por favor, não se afaste. Não fale mal dela pras outras amigas. Ela não ~GOSTA~ de sofrer, ela só não consegue enxergar tudo com clareza. Ajude, faça sua parte ouvindo o que ela tem pra contar sobre aquela briga repetida, aconselhe pela milésima vez sobre o mesmo assunto mesmo que esteja cansada, mostre textos que falem sobre o que ela tem vivido, apresente a ela outras histórias de pessoas que viveram o mesmo.

A melhor forma de abrir os olhos de alguém sobre isso não é ~falando umas verdades e se ela quiser que tome uma atitude~, é plantando uma semente de empoderamento, de conhecimento e oferecendo um ombro amigo pra que ela tenha onde se apoiar quando sair daquele mar agitado.

Cuide de você, preste atenção nas suas amigas, a maioria das meninas nem conta pra outras pessoas os abusos que vive, elas só se afastam, aceitam, se fecham. De longe tudo é perfeito, por foto todo mundo é feliz, de perto tem sempre alguém precisando de ajuda. Ajude.
Ilustrações | Layse Almada 
 
 

Veja também

Compartilhar

#DiadaMulher: Como você se vê?

Postado por Drica Martins     08 / Março / 2016     Elas por Elas     Comentários (
0
)
Vou começar esse post parabenizando todas as mulheres por esse dia especial, PARABÉNS suas maravilhosas!

Resolvi aproveitar a data pra conversar um pouco sobre ser mulher e sobre a nossa relação com beleza, autoestima e amor próprio! Pra me ajudar a colocar vocês pra refletirem sobre esses assuntos, ao longo do post vou deixar alguns vídeos que pra mim são campanhas maravilhosas que foram criadas e que realmente fazem a gente questionar um pouco a forma como a gente se vê.

Se eu perguntar pra vocês qual a parte do seu corpo que mais amam, uma característica pessoal que mais acha incrível ou algo assim. Você saberia responder imediatamente?

 É, infelizmente a maioria de nós trava, para pra pensar e repensar e as vezes nem consegue dizer nada.


A gente sabe que vive imersa em uma sociedade que impõe padrões de beleza que não são comuns a todas, em que as revistas mostram corpos inalcançáveis, peles que nem parecem ter poros e cabelos que simplesmente ninguém tem na real.

O que a gente não consegue notar é o quanto tudo isso nos influencia na hora de olharmos no espelho e admirar nossas características. Criamos uma autocrítica tão destrutiva que por vezes mal conseguimos gostar de algo em nós, e isso vai sendo repassado de geração em geração porque afinal, meninas se espelham SEMPRE nas mães, e tem características físicas parecidas com as delas.


É muito mais fácil fazer uma lista de coisas que você não gosta, podem tentar, e é muito ruim quando a gente finalmente se dá conta disso.

Então o que vocês acham de tentar se deixar influenciar menos pela mídia e mais pelo que você pode fazer por você mesma pra se sentir bem?

Não, não tem nada demais em paquerar aquele cabelo ondulado maravilhoso e sem frizz da atriz, nem querer perder uns quilinhos se é você que realmente está incomodada com eles. O ponto é justamente quanta importância você vai dar a essas coisas, não é preciso se torturar com procedimentos, gastar rios de dinheiro e fazer coisas que estão fora dos seus limites pra ser feliz. Você pode e deve ser feliz exatamente como é agora.

É estranho que a gente é tão acostumada a apontar defeitos em nós mesmas, a não gostar de muitas coisas, a conviver com amigas que pensam da mesma forma, que quando aparece uma mulher que é confiante, que gosta de si, que consegue abrir a boca pra dizer que se acha linda, logo causa estranheza em todo mundo. Surgem rapidamente comentários tipo “Nossa essa daí se acha” ou “Que mulher metida”.

 Já presenciei essas situações algumas vezes, e preciso contar a vocês: Não é crime se achar bonita, se amar. Você não é metida só porque consegue gostar do seu corpo, do cabelo, de tudo. A gente cria desde pequena essas travas e essa dificuldade em ter confiança, e acredite, é a melhor característica que você pode cultivar em você, e por você. 

Bom, nesse Dia da mulher, a mensagem que eu quero passar pra vocês é simples: SE AMEM MAIS!

Independente do que pessoas ao redor possam estar falando, independente do que a sociedade te impõe cada vez que você sai de casa ou lê uma revista, independente de quaisquer pensamentos que tenham colocado na sua cabeça durante toda uma vida, se ame.

Esse é o momento pra refletir o que você faz porque se sente melhor e o que faz porque o mundo te diz que é preciso fazer porque você é mulher.

Nós somos fortes, somos lindas e podemos ser tudo mais que desejarmos!  wink

Veja também

Compartilhar
Postagens mais antigas